Crochê

Um biquíni de crochê para chamar de meu (com gráficos)

Oi!

No final do ano passado eu aproveitei que tinha uma viagem à praia para tentar fazer um biquíni de crochê.

No fim das contas não fui à praia, mas descobri que biquínis de crochê ainda estão em alta.

O top de crochê

Encontrei bons gráficos no Pinterest e optei por começar pela parte de cima. Escolhi uma receita que simula uma pequena pence na parte de baixo da peça, acho que isso valoriza o modelo.

Eu tinha uma linha mesclada em tons de verde e teci com agulha nº4.

Biquini de crochê 2

Na receita de crochê, não tinha nada sobre o acabamento. Então eu fiz uma linha simples de correntinhas com ponto baixo para amarrar no pescoço e nas costas.

A parte entre os bojos acabou ficando grande pra mim, e o acabamento nas bordas também poderia ser menor. É bom ter sempre em mente o tamanho final que a peça vai ter com as carreiras de ponto baixo da finalização, e eu esqueci desse pequeno detalhe.

Biquini de crochê

O detalhe da pence no entanto ficou muito lindo e funcionou. Uma linha mais delicada com certeza irá valorizar mais os detalhes da peça.

O desafio: a parte de baixo

Então, chegou a hora da parte de baixo.

Não tive muita certeza sobre qual receita escolher, mas escolhi uma que parecia não ficar muito grande.

A questão foi que a minha linha deveria ser muito mais grossa do que a recomendada para a receita, então minha primeira tentativa ficou, literalmente, gigante.

Biquini de crochê 3

Imaginem: ficaria sobrando demais na virilha.

Assim, desmanchei tudo e refiz seguindo a mesma lógica da receita, mas com apenas 6 correntinhas iniciais.

Para a parte da frente, alonguei em 10 carreiras o início. Fiz as duas peças separadas e juntei com ponto baixíssimo. Finalizei a borda com uma carreira de ponto baixo.

Mas ficou minúsculo.

Pra ‘consertar’ isso, fiz um cós com três carreiras de ponto alto, aumentando as tiras dos lados.

Minha ideia era amarrar com uma tira simples de correntinhas e ponto baixo como da parte de cima, mas foi um verdadeiro desastre. Não vestiu bem, a linha não foi boa para dar nó e segurar a parte de baixo como a de cima.

IMG_1329_edited

Depois de uns dias frustrados, encontrei num armarinho umas argolas de metal. Comprei de três tamanhos pra não ter erro, fiz algumas tentativas e por fim, finalizei assim:

IMG_1331_edited

No geral, ficou grande pra mim, mas fiquei orgulhosíssima de ter conseguido finalizar duas peças inteiras em crochê!

Pra quem quiser se aventurar, as receitas estão abaixo.

Biquíni de crochê com gráficos e receitas

Receitas do biquíni de crochê

Tamanhos para a linha Cisne MultiArte 170m com agulha nº 4.

Parte de cima (top)

A receita em gráfico não está completa, mas é só fazer simétrico com a parte esquerda.

receita biquini

Abreviações para essa receita:

Correntinha = corr.

Ponto alto = pa.

Comece com 44 correntinhas.

1ª fileira: conte 4 correntinhas, salte-as, faça 40 pa. nas próximas 40 correntinhas.

2ª fileira: 3 corr. no último pa. da carreira anterior, 19 pa., 3 pa. no mesmo pa., 20 pa.

3ª fileira: 3 corr. no último pa. da carreira anterior, 20 pa., 3 pa. no mesmo pa., 21 pa.

4ª fileira: 3 corr. no último pa. da carreira anterior, 21 pa., 3 pa. no mesmo pa., 22 pa.

5ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 1 pa. (as 2 corr. iniciais são para dar o efeito de dois pa. fechados juntos em início de carreira), 19 pa., faça 3 pa. em cada pa. seguinte, mas feche-os juntos (para isso, basta iniciar o próximo pa. sem finalizar a última laçada do anterior), 20 pa., salte 1 pa. e finalize com 1 pa. fechado junto com o anterior.

6ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 37 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

7ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 33 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

8ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 29 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

9ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 25 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

10ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 21 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

11ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 17 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

12ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 13 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

13ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 10 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

14ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 8 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

15ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 6 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

16ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 4 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

17ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 2 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

18ª fileira: 3 pa. fechados juntos.

Faça a segunda peça igual.

Para arrematar, fiz duas carreiras de ponto baixo. Para unir as duas partes, eu fiz correntinhas a mais, depois eu vi que não precisava ter feito isso, então una as duas peças com um arremate da parte de baixo da peça. Eu fiz 3 carreiras de ponto baixo.

Para as linhas de amarrar, usei 50 correntinhas com ponto baixo em cada parte.

Parte de baixo (calcinha)

receita biquini 2

Essa parte é bem fácil de seguir pelo gráfico. Como eu expliquei, a linha que usei foi grande, então comecei com apenas 6 correntinhas (a receita acima pede 11).

Vou transcrever a receita como eu fiz, mas ao escolher a linha que irá usar, faça as adaptações que achar necessárias 🙂

Abreviações para essa receita:

Correntinha = corr.

Ponto alto = pa.

Ponto baixo = pb.

Parte da frente.

Comece com 9 correntinhas.

1ª carreira: conte 4 corr., faça 5 pa. nas corr. seguintes.

2ª carreira: 3 correntinhas no primeiro pa., 5 pa. nos pontos seguintes.

3ª a 7ª carreira: 1 corr., 5 pb. nos pontos seguintes.

8ª à 33ª carreira: 1 corr. e 1 pb no primeiro ponto, siga com 1 pb. nos pontos seguintes, no último ponto faça 2 pb.

Aumente 20 corr. para cada lado da peça.

34ª a 36ª carreira: 3 corr., pa. até o final da carreira.

Para a parte de trás da peça, você pode começar um trabalho separado e unir depois com ponto baixíssimo, ou começar direto da início da peça anterior. Eu fiz dois trabalhos separados e juntei depois.

Comece com 9 correntinhas.

1ª carreira: conte 4 corr., faça 5 pa. nas corr. seguintes.

2ª a 13ª carreira: 1 corr., 5 pb. nos pontos seguintes.

14ª à 37ª carreira: 1 corr. e 1 pb no primeiro ponto, siga com 1 pb. nos pontos seguintes, no último ponto faça 2 pb.

Aumente 20 corr. para cada lado da peça.

38ª a 40ª carreira: 3 corr., pa. até o final da carreira.

Para o arremate, fiz 1 carreira de ponto baixo.

As tiras laterais servirão para fazer as alças onde serão colocadas as argolas.

Recomendo tirar a medida da peça em você para calcular o quanto da tira irá costurar. Eu fiz ponto simples com agulha de tapeçaria, dobrei a tira para dentro para que a emenda não aparecesse. As argolas que usei não eram soldadas, então não precisei costurá-las, apenas inseri as alças pela abertura do metal.

Acho que pelas fotos dá pra entender melhor o que fiz. Não ficou 100% mas a sustentação ficou ótima.

Biquíni de crochê com gráficos e receitas

Detalhe do acabamento das laterais com as argolas.

Espero que tenham gostado! Qualquer dúvida nos gráficos e receitas, é só comentar abaixo 😉

Até mais!

Um biquíni de crochê para chamar de meu (com gráficos)

Imagens originais:
Parte de cima
Parte de baixo

Deixe uma resposta