Bolo de Cenoura com Brigadeirão e Caramelo sem lactose e sem glúten

Bolo de Cenoura com Brigadeirão e Caramelo [sem lactose e sem glúten]

A umas duas semanas eu postei no instagram a seguinte foto:

Bolo de Cenoura com Brigadeirão e Caramelo sem lactose e sem glúten

Trata-se de um bolo de cenoura assado em banho-maria com caramelo e brigadeirão na forma. A receita eu tirei da página Flor de Sal, mas já nessa versão normal eu fiz algumas adaptações como reduzir a quantidade de açúcar do bolo e usar cacau 100% na cobertura.

Além disso, eu recebi uma encomenda do mesmo bolo, só que sem lactose e sem glúten. No caso, usando as versões de creme de leite e leite condensado sem lactose disponíveis no mercado, e substituindo a farinha de trigo por outra sem glúten.

O resultado ficou tão bom que eu resolvi compartilhar os ingredientes que usei, pois quem tem essas intolerâncias pode sim saborear sobremesas deliciosas.

Siga a receita ao pé da letra pra dar tudo certo, pois tem muita gente que fica com receio de caramelizar as formas ou de assar em banho-maria, mas é só não se desesperar que dá tudo certo.

Bolo de Cenoura com Brigadeirão e Caramelo sem lactose e sem glúten

E muito importante, eu indico o tempo em que o bolo assou no meu forno, mas isso varia de forno pra forno. Então espere pelo menos 30 minutos, abra o forno e vá testando com um palito se a massa do bolo já assou. Da primeira vez que fiz, demorou 1:20 h, e da segunda demorou 1h, mas o bolo era ligeiramente menor. Eu indico 1h na receita porque eu sei que o forno aqui de casa é realmente lento. Se você não conhece muito bem o seu forno, vai testando aos poucos que dá certo.

Beijos!

Bolo de Cenoura com Brigadeirão e Caramelo [sem lactose e sem glúten]
 
Tempo de preparação
Tempo de cozimento
Tempo Total
 
Autora:
Tipo de Receita: Bolo
Cozinha: Brasileira
Ingredientes
  • Calda:
  • 2 xícaras de açúcar
  • ½ xícara de água
  • Brigadeirão
  • 3 ovos
  • 1 lata de leite condensado sem lactose
  • 1 caixa de creme de leite sem lactose
  • ½ xícara de cacau em pó
  • Bolo
  • 2 cenouras médias
  • 3 ovos
  • 1 xícara de óleo
  • 1 xícara de açúcar
  • 1½ xícara de farinha de arroz
  • ½ xícara de amido de milho
  • 1 colher de sopa de fermento químico
Modo de Preparo
  1. Pré-aqueça o forno e coloque 1½ litro de água para esquentar em fogo baixo.
  2. Calda:
  3. Coloque na panela o açúcar e mexa constantemente até derreter. Desligue o fogo e imediatamente acrescente a água. Vai borbulhar mas continue mexendo até incorporar. Caramelize uma forma com buraco no meio com cuidado.
  4. Brigadeirão
  5. Bata todos os ingredientes no liquidificador e coloque sobre o caramelo com cuidado.
  6. Bolo
  7. Bata as cenouras descascadas e picadas, os ovos, o óleo e o açúcar no liquidificador. Coloque a farinha de arroz, o amido de milho e o fermento e bata apenas para incorporar na massa.
  8. Distribua a massa uniformemente sobre o brigadeirão. Não se preocupe, parece que não vai dar certo mas vai.
  9. Coloque a forma em uma assadeira, leve para o forno e só então coloque a água que estava esquentando na assadeira.
  10. Deixe cozinhar por pelo menos meia hora antes de abrir o forno para verificar como está. O bolo deve demorar em torno de 1 hora para ficar pronto, mas dependendo do forno, esse tempo pode ser maior ou menos, por isso fique de olho!

 

Que tal algumas dicas na hora de substituir ingredientes quando for adaptar uma receita para que ela seja sem lactose ou glúten ou os dois? Melhor ainda se as dicas vem acompanhadas de uma receita delícia de bolo de fubá pro mês de junho!

Bolo de Fubá Junino (Sem Lactose ou Glúten)

O mês de junho é uma delícia gastronômica que, na minha opinião, só perde pro Natal.

É bolo, canjica, pamonha, caldos, arroz doce, quentão, curau, pé de moleque, cocadas de vários sabores. A lista continua dependendo da região do Brasil que você está, mas a gente já deu aqui uma prévia, né?

Que tal algumas dicas na hora de substituir ingredientes quando for adaptar uma receita para que ela seja sem lactose ou glúten ou os dois? Melhor ainda se as dicas vem acompanhadas de uma receita delícia de bolo de fubá pro mês de junho!

Eu amo todas essas comidas e doces, mas por serem tão tradicionais, elas são carregadas de ingredientes como manteiga, leite, leite condensado, queijos… Afinal de contas, esses são os ingredientes que fazem a mágica da cozinha acontecer né?

Mas, e quando você é intolerante a lactose, ou ao glúten, ou tem diabetes? Certamente você deve adequar sua dieta às indicações médicas, é verdade, mas tais restrições não precisam impedir que você experimente essas maravilhas juninas.

Eu confesso que, mesmo tendo uma certa intolerância à lactose, eu não consegui retirar totalmente esses alimentos do meu dia a dia. Queijos são uma questão à parte, porque eu gosto muito e realmente não me imagino sem. Mas sempre que posso, eu tento reduzir ao máximo como por exemplo, nessa receita de canjica sem lactose usando leite de coco caseiro.

Hoje eu quero mostrar a vocês uma receita de bolo sem lactose e glúten, com um toque de goiabada que vai deixar suas tardes juninas bem mais perfumadas.

Eu também quero explicar um pouco o que eu faço na hora da substituição pra tentar aproximar ao máximo dos sabores tradicionais, porque uma comida sem glúten e sem lactose e que não lembre em nada os sabores da infância também não dá, né? Quero dizer, nós sabemos que nunca será a mesma coisa, mas não precisa ser ruim e sem gosto ou com textura esquisita. E atualmente nós já temos recursos que melhorem essas substituições.

O melhor da receita de hoje é que ela não leva dezenas de reais em farinhas de castanhas ou coisas difíceis de encontrar. De repente você pode ter os ingredientes no armário e nem precisa sair pra comprar!

Então vamos lá?

Que tal algumas dicas na hora de substituir ingredientes quando for adaptar uma receita para que ela seja sem lactose ou glúten ou os dois? Melhor ainda se as dicas vem acompanhadas de uma receita delícia de bolo de fubá pro mês de junho!

Bolo de fubá: a receita com ingredientes adaptados

O que eu fiz pra essa receita foi adaptar em cima de uma que eu já tenho de cabeça de tanto que faço quando alguém tá com desejo de bolo de fubá 🙂

Que tal algumas dicas na hora de substituir ingredientes quando for adaptar uma receita para que ela seja sem lactose ou glúten ou os dois? Melhor ainda se as dicas vem acompanhadas de uma receita delícia de bolo de fubá pro mês de junho!
Na foto tem dois vidros de leite de coco, mas eu acabei usando só um mesmo 🙂

Um bolo de fubá clássico quase nunca é feito sem uma proporção de farinha de trigo, pois o fubá deixa a massa seca e pesada se for utilizado sozinho. Para contornar esse detalhe, nesse caso nós vamos utilizar o amido de milho.

O leite é facilmente substituído pelo leite de coco. E a manteiga ou margarina por óleo. Eu não gosto de usar becel, pois deixa um gosto residual que estraga qualquer receita. No entanto você pode usar qualquer óleo que goste mais. O que eu tinha aqui era o de soja comum.

E eu geralmente uso 3 ovos pra esse tamanho de bolo, mas acrescentei um pra melhorar na estrutura.

Além disso, fermento, uma pitada de sal e goiabada cortada em cubinhos e passada no fubá.

Que tal algumas dicas na hora de substituir ingredientes quando for adaptar uma receita para que ela seja sem lactose ou glúten ou os dois? Melhor ainda se as dicas vem acompanhadas de uma receita delícia de bolo de fubá pro mês de junho!

E o açúcar, uma xícara apenas, porque não gosto de bolo muito doce. Você pode colocar um pouco mais, mas lembre-se de que a goiabada também adoça bastante.

E o método de preparo tradicional

Pré-aqueça o forno a 230ºC ou em temperatura média.

Bata bem os ovos com o açúcar até dobrar de tamanho. Acrescente o óleo, fubá e amido peneirados e o sal. Misture bem. Incorpore o leite de coco e por último o fermento. Distribua os pedaços de goiabada uniformemente. Eles devem afundar na massa que ficará bem líquida, mas não se preocupe.

Unte uma forma com buraco no meio (bolo de fubá sempre fica charmoso nesse tipo de forma).

Asse por uns 40 minutos ou até que um palito ou garfo saia limpo do centro.

Aguarde uns dez minutos para desenformar. Eu gosto de degustar ainda quente, com um café coado na hora 🙂

O que vocês acharam? Me avisem nos comentários se tiverem mais dicas de substituições, vou adorar saber!

 

Bolo de Fubá com Goiabada (Sem Glúten e sem Lactose)
 
Tempo de preparação
Tempo de cozimento
Tempo Total
 
Bolo de fubá com goiabada, sem glúten e sem lactose.
Autora:
Tipo de Receita: Lanche
Cozinha: Brasileira
Ingredientes
  • 4 ovos
  • 1 xícara de açúcar
  • ½ xícara de óleo
  • 2 xícaras de fubá peneirado
  • 1 xícara de amido de milho peneirado
  • 1 pitada de sal
  • 200 ml de leite de coco
  • 1 colher de sopa de fermento químico
  • ½ xícara de goiabada cortada em cubos.
Modo de Preparo
  1. Pré-aqueça o forno a 230ºC ou em temperatura média.
  2. Bata bem os ovos com o açúcar até dobrar de tamanho.
  3. Acrescente o óleo, fubá e amido peneirados e o sal.
  4. Misture bem. Incorpore o leite de coco e por último o fermento.
  5. Distribua os pedaços de goiabada uniformemente.
  6. Eles devem afundar na massa que ficará bem líquida, mas não se preocupe.
  7. Unte uma forma com buraco no meio (bolo de fubá sempre fica charmoso nesse tipo de forma).
  8. Asse por uns 40 minutos ou até que um palito ou garfo saia limpo do centro.
  9. Aguarde uns dez minutos para desenformar.

Que tal algumas dicas na hora de substituir ingredientes quando for adaptar uma receita para que ela seja sem lactose ou glúten ou os dois? Melhor ainda se as dicas vem acompanhadas de uma receita delícia de bolo de fubá pro mês de junho!

 

Que tal algumas dicas na hora de substituir ingredientes quando for adaptar uma receita para que ela seja sem lactose ou glúten ou os dois? Melhor ainda se as dicas vem acompanhadas de uma receita delícia de bolo de fubá pro mês de junho!

Bolo de Arroz sem mistérios!

Bolo de arroz sem mistérios!

Olá! Tudo bem?

A receita de hoje é um bolo bem fácil de fazer, sem glúten e que pode ser adaptado para vários sabores.
Bolo de Arroz sem mistérios!

Eu sempre tive alguma dificuldade em achar substitutos para a farinha de trigo. Normalmente o que dava certo era um mix com várias farinhas sem glúten, polvilho azedo e doce, fécula de batata, farinha de arroz, além do mix clássico fubá + amido de milho.

No entanto, às vezes não temos todas essas farinhas à mão ou queremos apenas comer um bolinho mais simples, né mesmo?

Essa receita eu recebi de uma lista de e-mails que assino e eu só resolvi testar porque na página tem diversas fotos enviadas por leitoras que também testaram e tiveram ótimos resultados.

E o ingrediente que substitui as farinhas é bem mais garantido de ter em casa: o arroz.

Eu já tentei fazer bolo de arroz antes, sem usar a farinha pronta que vende no mercado. Confesso que foi um desastre, o arroz não cozinhou direito, o bolo separou fazes no cozimento, um desastre!

Bolo de Arroz sem mistérios!

Mas então, nessa receita, o processo é bem mais simplificado. A única coisa que você precisa fazer é se programar para a receita, pois os grãos de arroz precisam de pelo menos 3 horas de molho em água, antes de serem usados.

Então, só escorrer, colocar no liquidificador com os demais ingredientes, acrescentar o fermento químico ao final, e pronto! Leve para assar e logo terá um bolo muito fofo com um gostinho de coco ao final.

O meu eu fiz com iogurte de coco, pois era o que tinha, e tirei o queijo da receita original, pois não tinha em casa. Além disso, coloquei 100 gramas de coco ralado adoçado, e como o iogurte já tinha açúcar também, não acrescentei açúcar a mais, e deu certo!

Bolo de Arroz sem mistérios!

Eu acho que errei a mão no fermento, por isso recomendo colocar uma colher de sopa rasa.

Depois de assado o bolo dá uma murchadinha de leve, mas nada que comprometa a apresentação.

Fique de olho porque, no meu caso, ele assou super rápido e quase deixei queimar! Inclusive nas fotos dá pra ver as bordas mais douradinhas, hehe…

Bolo de Arroz sem mistérios!

Eu li que dá pra fazer com leite no lugar do iogurte, mas não fica com a textura tão macia. Também acho que dá pra retirar o queijo sem problemas.

Bolo de Arroz sem mistérios!
Acho que a Valentina quer um pedaço, e vocês?

Eu quero testar agora com algum suco de fruta, pra tirar os derivados de leite da receita, o que acham?

Vão testar em casa?

Bolo de Arroz Cru
 
Tempo de preparação
Tempo de cozimento
Tempo Total
 
Um bolo sem glúten e super fofo.
Autora:
Tipo de Receita: Café da Manhã, Lanche
Cozinha: Sem Glúten
Ingredientes
  • 1 xícara de chá de arroz cru
  • 1 xícara de chá de óleo
  • 170 gramas de iogurte natural
  • 4 ovos
  • 1 xícara de açúcar
  • 50 gramas de coco ralado
  • 50 gramas de queijo parmesão ralado
  • 1 colher de sopa de fermento químico
Modo de Preparo
  1. Deixe o arroz de molho em água por, pelo menos, 3 horas.
  2. Após esse tempo, escorra o arroz, coloque no liquidificador e bata com o óleo e o iogurte.
  3. Após bater bem, acrescente os ovos, o açúcar, o coco e o queijo. Bata bem.
  4. Por fim, misture o fermento delicadamente.
  5. Coloque em uma assadeira untada e enfarinhada.
  6. Asse em forno médio até que doure.

 

Meu primeiro pão sem glúten.

Nos últimos dois ou três anos, eu vinha tendo um interesse em pesquisar receitas que não levassem glúten ou lactose, principalmente pelo meu diagnóstico de intolerância leve a essa última, e também uma gastrite eventual sob momentos de estresse… Enfim, em receitas diet eu já estou feliz com a substituição do açúcar por adoçante para forno e fogão. Em receitas sem lactose dá pra substituir o leite por leite sem lactose, água ou suco; manteiga por óleo ou margarina; há opções de queijos e lançamentos recentes de creme de leite e leite condensado também sem a lactose.

Mas quando chega nas opções sem glúten, eu ainda não tinha ficado satisfeita. Tentei flocão de arroz, farinha de arroz, amido de milho e polvilho em algumas receitas, mas nada que chegasse perto de um resultado que eu achasse bom para bolos. Pães, então, eu achava que seria impossível. Estou considerando aqui alternativas que não fossem tão distantes economicamente da farinha de trigo, pois eu sei que existem farinhas sem glúten já prontas, mas não tenho fácil acesso a elas.

Assim, nas minhas andanças por blogs voltados para esse tema e também nos aprendizados do curso de confeitaria, acabei percebendo que uma alternativa seria misturar vários tipos de farinha para se chegar a um resultado interessante, pois um ingrediente complementaria o outro.

Não lembro mais como, mas cheguei a um mix de farinha do Gluten Free Gourmet São Paulo, que parecia promissor e reproduzo a receita abaixo:

Amido de milho – 500 g

Farinha ou creme de arroz – 250 g

Fécula de batata – 200 g

Polvilho doce – 100 g

Goma xantana – 20 g

A autora recomenda misturar tudo e substituir na mesma quantidade da farinha de trigo nas receitas.

Eu fiz a minha sem a goma xantana para experimentar, e deu certo até agora.

Testei um bolo de café que ficou bom, mas tive problemas com o forno. O bolo assou desigual pois comecei com o forno muito alto, começou a queimar as bordas sem assar o centro, aí diminuí a temperatura até que o centro não estivesse mais cru. Mesmo assim o gosto ficou bom, e a textura fofa.

Então ontem resolvi fazer uma receita de pão de liquidificador, que não precisasse sovar pra testar como a farinha funciona, e também porque tinha apenas meio quilo, e para sovar é bom não ter uma quantidade limitada de farinha 😉

Receita de pão sem glúten com mix de farinhas.
Desculpem a qualidade da foto 😛

E deu certo! Bem, é claro que não ficou como um pão de farinha de trigo, mas não ficou pesado e nem com gosto estranho.

Pelo contrário, o gosto é igual a um pão caseiro, apenas a textura é mais fofa e esfarelenta, e o topo ficou craquelado como biscoito de queijo.

Foi uma receita bem simples que eu adicionei apenas um pouco de cebolinha verde à massa antes de ir ao forno.

A receita é a seguinte:

Bater no liquidificador –

1 ovo

meia xícara de chá de óleo

1 xícara de chá de água

10 g de fermento biológico seco

1 colher de sopa de açúcar

meia colher de sopa de sal

Tente usar os ingredientes em temperatura ambiente ou levemente aquecidos, para favorecer a fermentação. Após bater, passar para uma tigela grande e acrescentar mais ou menos meio quilo do mix de farinha citado acima. Eu usei um pouco menos de meio quilo, mas depende da umidade do dia, temperatura dos líquidos, entre outros fatores.

A massa fica consistente, mas mais para mole.

Colocar em uma forma para pão untada com margarina e deixar descansar por 30 minutos, coberto com um pano.

Levar para assar por aproximadamente 40 minutos, em forno pré-aquecido. Eu coloquei para aquecer aos 15 minutos da fermentação. Usei a temperatura mais baixa do meu forno, de 160 ºC. Bem, fique de olho no forno, pois pode ser que leve mais tempo para assar.

E foi isso. Muito satisfeita com essas primeiras experiências dando certo.

E você? Alguma experiência com farinhas sem glúten que também deu certo? Ou que não deu?

%d blogueiros gostam disto: