Artesanato é difícil? Qualquer um pode fazer? Dá dinheiro? Nesse post vamos falar sobre esses mitos, vem ver!

[Crochê 101] Fazer crochê é difícil? Dá dinheiro?

Já tivemos um post aqui falando dos benefícios terapêuticos de se fazer qualquer tipo de artesanato (clique aqui para ver essa postagem!).

Hoje, vamos falar sobre alguns mitos relacionados ao trabalho com artesanato.

Pra esse post eu irei dar os exemplos usando crochê, mas você pode extrapolar para qualquer técnica artesanal que conheça 🙂

Quero começar, mas…

Antes mesmo de começar a aprender a fazer crochê, as pessoas podem ter muitas dúvidas e conceitos já elaborados na cabeça, que geralmente não são verdade. Por exemplo, quantas vezes você quis começar algo, mas pensou antes de tudo que deve ser muito difícil?

É claro que você pode não ter começado ainda porque não conseguiu ler em algum manual, não tinha ninguém pra ensinar, etc. Se esse for o caso, agora tá tudo mais fácil com o Pinterest e o YouTube, com gráficos e vídeos maravilhosos ensinando passo a passo de tudo que é necessário. Em breve também aqui no Uai teremos algumas postagens para quem quer começar a crochetar, fique de olho!

Existe também uma ideia pejorativa de que artesanato qualquer um faz, principalmente quando determinada peça tem um valor de compra alto.

Antes de tudo: sim, qualquer um pode aprender. O investimento inicial são nos materiais, em aulas ou material de ensino e, principalmente, no tempo investido.

O tempo investido é importante não no sentido de que a partir de agora você terá que abrir mão de outras coisas que faz ou passar os fins de semana crochetando, por exemplo (claro que se você ficar isso, será ótimo). Mas vamos com calma, o tempo investido diz respeito a que certamente você terá que se dedicar para aprender, né? Nem que seja 1 hora por semana, mas terá.

Afinal de contas, artesanato dá dinheiro?

Mas uma coisa é fazer artesanato como hobby, outra é fazer profissionalmente. Como hobby você pode até vender vez ou outra e ganhar um dinheiro extra. Profissionalmente, irá te exigir tanto quanto outro trabalho. Serão horas investidas na melhor técnica, no aperfeiçoamento de métodos, na busca pelos melhores materiais. Você ainda terá que aprender alguma coisa de contabilidade e gestão de negócios. E, muito importante, sobre redes sociais e representatividade online.

Por isso, sim, qualquer um faz artesanato. E não, não é qualquer um que consegue levar o hobby a um patamar profissional.

E é por isso que quando encontramos algum artigo de artesanato em feiras e achamos que está ‘caro’, devemos lembrar que ali não está investido apenas o material que vemos, mas horas de dedicação e trabalho para que o resultado final seja único.

Ilustrar isso é fácil: quantas vezes você quis reproduzir algum passo a passo e o resultado final não foi exatamente como está na foto do Pinterest ou da revista? Isso não acontece porque é propaganda enganosa, mas porque a pessoa que publicou aquilo provavelmente tem mais experiência na técnica, fazendo com que a mesma instrução que ela e você seguiram leve a resultados diferentes.

Se você quer começar a crochetar, vá com calma sabendo que no início pode ser até complicado, mas depois que tiver aprendido os conceitos iniciais fica tudo mais fácil. Quem sabe você começa apenas por hobby, mas depois descobre que tem verdadeira vocação para o negócio?

E se você é apenas um entusiasta, dê valor ao trabalho das artesãs e espalhe essa mensagem. A gente agradece!

Beijos e até o próximo!

 

Trouxe hoje no blog um gráfico de sousplat e comparei dois trabalhos: um feito em barbante e outro em linha Duna. Clique aqui pra ver!

Comparando linhas: Barbante e Duna para fazer Sousplat

Olá! Bom te ver aqui na Uai… Hoje vamos falar sobre sousplat  de crochê. Quer fazer os seus e não sabe qual linha usar? Aliás, o que é sousplat mesmo?

Mas antes, se você quer receber mais conteúdo como esse, clique aqui e assine a newsletter do blog, assim nossos posts chegam sempre primeiro direto no seu email.

Mas voltando ao nosso assunto, sabe jogo americano? Então, o sousplat é a mesma coisa, com outro nome mais requintado… Nada mais nada menos do que o suporte para o prato, que serve tanto para proteger a toalha de mesa ou simplesmente como objeto de decoração.

 

Esses dias recebi uma encomenda de sousplat em crochê e a cliente não sabia exatamente o que queria, queria apenas sousplats para combinar com as rosas de crochê que havia comprado da minha mãe.

 

Então, coube a mim experimentar a mesma receita com duas linhas diferentes e deixar que ela escolhesse qual modelo queria.

O gráfico que usei foi esse, achado no google mesmo:

Trouxe hoje no blog um gráfico de sousplat e comparei dois trabalhos: um feito em barbante e outro em linha Duna. Clique aqui pra ver!

Essa receita eu acredito que seja da própria marca de barbantes Roma (não encontrei link oficial pra passar pra vocês).

Aqui em Brasília não encontramos essa marca Roma, então compramos um barbante comum compatível com agulha 3,5 mm.

Ficou assim:

 

Trouxe hoje no blog um gráfico de sousplat e comparei dois trabalhos: um feito em barbante e outro em linha Duna. Clique aqui pra ver!

Trouxe hoje no blog um gráfico de sousplat e comparei dois trabalhos: um feito em barbante e outro em linha Duna. Clique aqui pra ver!

Já o mesmo modelo na linha Duna da Círculo, usei também a agulha 3,5 mm. Como a linha é mais fina, é preciso aumentar carreiras do círculo inicial para ficar do tamanho ideal a um sousplat (entre 35 e 40 cm).

Em Duna ficou assim, então:

Trouxe hoje no blog um gráfico de sousplat e comparei dois trabalhos: um feito em barbante e outro em linha Duna. Clique aqui pra ver!

Trouxe hoje no blog um gráfico de sousplat e comparei dois trabalhos: um feito em barbante e outro em linha Duna. Clique aqui pra ver!

O que eu achei dos dois modelos?

Comparando linhas pra fazer sousplat de crochê

Pessoalmente prefiro em Duna, as cores são mais vibrantes e o trabalho fica mais delicado. Porém, o trabalho fica mais caro, pois é necessário pouco mais que 1 novelo para fazer um único sousplat, e por aqui um novelo dessa linha sai na faixa de R$10. O sousplat não fica rígido, servindo também como toalhinha fofa pra outros cantos da casa.

Já com barbante, o trabalho fica mais rígido, é feito mais rápido (todo trabalho com linha mais grossa sai mais rápido se comparado com o mesmo trabalho em linha fina) e sai com menor custo: um novelo de barbante de 2kg faz uns 5 sousplats (eu fiz 4 e sobrou linha). Em compensação, tem menos opções de cores e fica com um aspecto mais rústico.

Então acho que você vai realmente do gosto pessoal a escolha. E claro, muitos clientes irão olhar pelo lado do preço. No entanto vale sempre a pena ter modelos em várias linhas para que a pessoa possa escolher.

Você gostaria de ver outra comparação de trabalhos de crochê e várias linhas? Se sim, comenta aqui pra eu saber, tá bom?

E compartilhem o post pras amigas crocheteiras 😉

Trouxe hoje no blog um gráfico de sousplat e comparei dois trabalhos: um feito em barbante e outro em linha Duna. Clique aqui pra ver!

 

Um wallpaper de rosas para te inspirar [Download Gratuito]

Ser artesã por profissão ou por hobbie é algo mágico. Com suas próprias mãos você consegue dar vida a trabalhos lindos, criações únicas. Com um pouco mais de esforço e dedicação você até passa de apenas reproduzir ideias para a criação de gráficos e modelos mais exclusivos ainda.

No entanto, às vezes a gente se desmotiva um pouco. Pode ser que aquele gráfico não ficou tão bonito assim quando você faz. Pode ser que você não encontra o material perfeito para trabalhar. Pode ser que não tenha muitas encomendas.

E pode ser que, ao apresentar trabalhos lindos e que exigiram várias horas para ficarem prontos, as pessoas não valorizem o preço que é cobrado, tomando aquela arte como apenas mais uma dentre tantas outras industrializadas que vemos por aí.

Acho que se eu fosse listar das coisas que me desapontam, a não valorização de grande parte da sociedade pelo trabalho das artesãs e artesãos do nosso país é a maior delas.

Só que parte de nós mesmas educarmos os clientes para que entendam que aquele trabalho é único, tem qualidade, foi feito com muita dedicação e amor, e que é uma peça exclusiva que está sendo adquirida.

E também temos que nos manter inspiradas, pois essa desmotivação pode ser coisa passageira, que acontece com todo mundo em alguns dias e que é normal.

Por isso hoje eu trago aqui no blog um download gratuito para você artesã se manter inspirada.

Rosas em todo lugar

Esse é um lindo wallpaper fotografado com as rosas em crochê que minha mãe faz. A ideia é que você coloque no fundo do seu computador e sempre que olhar, tenha aquela pontadinha de felicidade que nos mantém no foco e criando coisas lindas todos os dias.

Wallpaper Rosas

Se você simplesmente baixar essa imagem acima, o wallpaper não vai ficar muito legal no seu PC (pode testar! hehe). Então, para fazer o download em alta definição, é só deixar nome e email aqui embaixo. O link para download será enviado diretamente para sua caixa de entrada, sem risco de baixar spam!

Ah, e tem também a opção de wallpaper sem a #artesãcomorgulho pra quem não é artesã mas gostou da imagem 😉

 

 

E vocês? Inspiradas essa semana? Desmotivadas? Escrevam nos comentários como vocês estão e também se gostaram do download.

Um abraço e até a próxima!

 

Ponto Chevron em Crochê, furoshiki, bolo de coco, sites empoderadores e mais no post de hoje :)

Melhores da Semana – Crochê, Bolo de Coco, Empoderamento

Prontas pra uma listinha de coisas pra se inspirar? Porque novas ideias são sempre bem vindas, principalmente no início da semana, né?

Toda mulher tem um plano

O site Plano Feminino foi criado em 2010 e, juntamente com a página deles no Facebook, traz diariamente conteúdos relacionados a carreira, viagens, empreendedorismo, estilo, beleza e comportamento para mulheres. Mas não é qualquer conteúdo. O objetivo é empoderar as mulheres para que elas se tornem protagonistas de sua própria história.

Ou seja, conteúdos pra você se sentir confiante e realizar aquilo que sempre quis. Não é ótimo? Dêem uma olhada lá nos links acima, pode ser o que você precisa pra sair do lugar 🙂

Bolo Presente

Ponto Chevron em Crochê, furoshiki, bolo de coco, sites empoderadores e mais no post de hoje :)
Imagem original do blog Cozinha Sincera.

É bolo. É de coco. É um presente. Não tem mais o que dizer, só lendo lá no blog Cozinha Sincera, aqui. E você ainda vai aprender como fazer esse embrulho lindo com a técnica Furoshiki.

Uma imagem vale mais que mil palavras

Quem discorda?

Ponto Chevron em Crochê, furoshiki, bolo de coco, sites empoderadores e mais no post de hoje :)
Linha do Tempo do Instagram Repeat Crafter Me

Bom, no caso do @repeatcrafterme no Instagram, são várias imagens. As legendas e o site são em inglês, mas as fotos são tão lindas e com projetos tão inspiradores, que vale a pena a visita.

Ponto Chevron

Esse é para as crocheteiras de plantão.

Eu já tinha visto várias mantas para bebês, toalhas e roupas com esse ponto. Sempre achei lindo e difícil de fazer e por isso nunca tinha tentado. Mas aí, acumulei muitas lãs aqui em casa e enquanto escolhia um novo projeto pra fazer, topei com esse ponto de novo. Fiquei muito surpresa quando experimentei e vi que não é nada difícil como imaginava! Na verdade, é só repetição de uma mesma carreira bem simples 🙂

Tem vários e vários vídeos e tutoriais no youtube, google ou pinterest. Vocês podem encontrar também como ponto zig zag ou ripple. Esse é um dos vídeos que achei em português e o ponto pode ser adaptado para ponto baixo, meio ponto ou todas as variações de pontos altos, você escolhe!

Gostaram? Já conheciam esse ponto?

E pra terminar, um vídeo pra gente pensar sobre as personagens femininas e o papel que elas têm que representar na grande maioria dos filmes, quando poderiam estar fazendo mais e muito mais.

Até o próximo post e boa semana pra vocês!!

Não esqueçam de deixar um comentário abaixo com o que vocês mais gostaram nesse post ou qualquer dúvida e sugestão, tá?

Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

Boa noite meninas! Como vocês estão?

Eu estou bem, crochetando e estudando muito! E esses dias fazendo umas pesquisas, descobri que eu sou péssima em usar peças de crochê para montar meus looks. Eu acho (quase) tudo lindo, mas na hora de usar, pareço uma árvore de Natal saindo de casa em pleno inverno.

Por isso selecionei algumas peças, pedi ajuda pra minha amiga Gi e aqui estamos com três dicas fáceis de seguir pra você usar seus acessórios ou roupas de crochê lindamente por aí.

Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

Os créditos das imagens das peças estão ao final do post 😉

Deixe o acessório de crochê ou peça de roupa brilhar

Ah, antes da gente começar, eu tenho um agradecimento especial pra fazer. Quando tive a ideia pra esse post ela nasceu principalmente porque eu não sabia muito sobre o assunto e pensei que se aprendesse um pouco mais, poderia passar pra vocês também. E enquanto pesquisava as peças de exemplo, lembrei automaticamente da minha amiga Gi, que era (e ainda é!) a mais fashion na época da faculdade. Ela que montou os looks e me deu as dicas para os quais me inspirei nesse post! Obrigada Gi!

E se quiserem saber mais sobre ela, cliquem aqui.

Mas voltando ao post. A primeira dica quando for montar um look com uma peça artesanal, seja de crochê, tricô ou outra técnica, é deixar que essa peça brilhe sozinha no look. Você pode misturar texturas com outros elementos do look, mas de preferência, deixe a peça de crochê ser a única do look.

Assim fica mais fácil para coordenar os elementos, principalmente se você é iniciante como eu. Mas se você quer ousar mais, falaremos de mix de texturas mais pra frente!

Por exemplo, na ideia de look abaixo:

Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

Certamente você já saiu com um sobretudo ou casaco grande e sapatos combinando com a cor do look. Adicionando um cachecol como esse, ele vai complementar como acessório e será o ponto focal do look. Sem brigar com nenhum elemento.

Para ilustrar essa ideia de deixar um único elemento, eu repeti o mesmo look mas com uma acessório diferente:

Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

Agora, a touca é a estrela. Elegante e sem complicações. Certo?

Paleta de Cores mais Neutra

Essa dica é boa principalmente porque no inverno nós já tendemos a escolher cores menos chamativas, então ela não será tão difícil de colocar em prática.

A ideia é que quanto mais a paleta de cores do look for neutra, mais fácil fica incluir uma peça de crochê diferentona. E desse modo já cumprimos a dica anterior também, deixando a peça brilhar no look.

Algumas ideias pra você se inspirar:Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

Bem minimalista, você pode substituir o colar por absolutamente qualquer outro que quiser. Maior, com mais cores, com outros elementos. E se ficar frio, uma cardigã simples resolve o problema.

Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

Esse post é basicamente sobre como usar acessórios de crochê, mas eu quis incluir essa blusa bem chamativa para mostrar como as dicas também se aplicam a peças maiores do look. Eu achei a ideia perfeita pra uma manhã de fim de semana e, do mesmo jeito que no look anterior, se esfriar dá pra cobrir os ombros com uma blusa de frio neutra e deixar a blusa fazer o papel fashion 🙂

Mix de Texturas Minimalista

Se você quer ousar um pouco mais e misturar texturas no look, é possível conseguir um resultado bacana com os pequenos detalhes, por exemplo um colar e as luvas, ou um colar e uma boina ou cinto. Assim você pode usar duas peças usando técnicas diferentes, como tricô e crochê por exemplo, sem ficar parecendo que quis sair com todo seu arsenal handmade à mostra.

Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

A foto da blusa não está muito boa (mil desculpas!) mas é uma malha de tricô. A sandália traz uma textura diferente, imitando um material trançado. E a bolsa é o elemento chamativo da vez. Essa dica tá quaaase se tornando repetitiva nesse post, mas acho que a gente conclui que deixar a peça de crochê (ou outro artesanato) brilhar no look é a chave pra uma composição de sucesso.

Mas como toda regra tem sua exceção, vamos ao último look e meu preferido.

Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

Aqui a gente repete a touca e o sobretudo do segundo look. Acrescentamos uma calça jeans e um sapato cinza (os neutros). E complementamos com luvas e um colar de flor. Essa ideia quebra a regra de deixar uma única peça brilhar, mas mantém a ideia da paleta de cores e do mix de texturas. Mas veja que o colar não é tão chamativo quanto o cachecol do primeiro look, e as luvas contrastam com o vermelho dos outros acessório, sem brigar com as cores das roupas. É o meu preferido justamente pelo contraste e elegância das peças.

E aí, o que vocês acharam? Deixem nos comentários o que gostaram e o que não gostaram. E se tiverem dicas mandem também! De repente fazemos outro post assim com as peças que vocês quiserem!

E se quiserem ler um pouco mais sobre montagem de looks, vejam esse post aqui sobre guarda-roupa cápsula. É uma nova tendência que tem surgido. Eu acho que facilita muito quando nos sentimos perdidas com nossas roupas.

Até o próximo post 🙂

Como Usar Peças de Crochê no Look? 3 Dicas Fáceis para Seguir

Crédito das imagens – clique para ir: Bolsa laranja – Cachecol amarelo e vermelho – Boina vermelha – Colar com rosa – Blusa verde – Colar azul – Peças de roupa dos looks: app da Dafiti para iPad (www.dafiti.com.br)

Botinha de crochê Hut's Amore com receita pra você fazer seu próprio par, download gratuito!

Botinha de Crochê Hut’s Amore

Olá pessoal! Que tal fazer uma linda botinha de crochê pra aquecer os pezinhos do seu bebê, sobrinho, neto, filho daquela melhor amiga?

Botinha de crochê Hut's Amore com receita pra você fazer seu próprio par, download gratuito!

Hoje eu trouxe mais uma receita traduzida daquela crocheteira da Áustria que mencionei nesse post aqui. E tem download lá também pra quem perdeu.

Esse foi o meu resultado! Me desculpem pelas fotos, eu perdi um pouco da qualidade… Mas as fotos na receita estão ótimas, eu garanto!

Essa é a Hut’s Amore da Lara (a criadora da receita):

Botinha de crochê Hut's Amore com receita pra você fazer seu próprio par, download gratuito!

Como podem ver eu fiz algumas adaptações no meu par: o mais óbvio é que não achei botões tão fofos como esses, então preferi não usar nada.

Eu usei a agulha 3,5 mm indicada na receita, mas trabalhei com dois fios de lã Super Bebê. Deu certo! O trabalho fica bem maior, ótimo pra trabalhar tamanhos de 9 a 12 meses.

Para vocês verem a diferença, a foto abaixo foi outra botinha que fiz usando a mesma receita, mas com um único fio na agulha:

Botinha de crochê Hut's Amore com receita pra você fazer seu próprio par, download gratuito!

Nessa fotos elas aparecem próximas:

Botinha de crochê Hut's Amore com receita pra você fazer seu próprio par, download gratuito!

Pra quem não sabe, traduzir essas receitas é uma parceria que fiz com a Lara. Se quiser ver as originais, você encontra no site dela, o Hut’s Crochet.

Minha intenção é traduzir mais receitas no futuro, pra que quem não pode ler em inglês possa ter acesso a outras criações em crochê, além das que já temos no Brasil.

Se você achou alguma receita de crochê em inglês que gostaria muito de fazer mas não sabe como, mande um email para marialuizaluz@gmail.com e vamos ver como posso te ajudar!

Para fazer o download da receita dessa linda botinha de crochê, clique aqui.

Botinha de crochê Hut's Amore com receita pra você fazer seu próprio par, download gratuito!
Detalhe da sola.
Botinha de crochê Hut's Amore com receita pra você fazer seu próprio par, download gratuito!
Detalhe da lateral.

Espero que vocês tenham gostado, podem deixar nos comentários qualquer dúvida, crítica ou dica. Ficarei muito feliz em ouvir vocês 🙂

Botinha de crochê Hut's Amore com receita pra você fazer seu próprio par, download gratuito!

 

Sapatinho de crochê com receita direto da Áustria!

Oi gente!

Eu quero colocar mais PAPs (passo a passo, hehe) de crochê por aqui, então estou indo atrás de receitas que realmente funcionam antes de passar pra vocês.

Os últimos trabalhos que tenho feito são sapatinhos de bebê, principalmente porque um grande amigo meu será pai em breve (vem, Victor!) e eu quero presenteá-lo com algo mais artesanal, feito com mais carinho do que simplesmente ir a uma loja e comprar pronto, sabem como é? 🙂

O Pinterest tem sido um grande aliado nessa busca e no meu painel de Crochê vocês podem ir acompanhando o que eu descubro por lá, é só clicar aqui 🙂

Mas nem sempre é fácil encontrar um diagrama ou receita que o trabalho fica realmente bonito depois de pronto. Se vocês também procuram um modelo de crochê pra seguir vocês sabem do que tô falando, né?

Mas sempre há uma luz no fim do túnel, e um belo dia eu topei com essa postagem: [Free Pattern] 10 Quick and Easy Crochet Baby Booties

E o que eu achei mais lindo foi justamente um da Hut’s Crochet, essa botinha aqui:

Hut's Crochet

Eu ainda não reproduzi especificamente essa receitas, mas pesquisei mais e vi que a autora, Lara, disponibiliza todas as suas receitas de graça em sua conta do Ravelry, no site e no Facebook, em um projeto que ela chama de “The best things in life are free” ou “As melhores coisas da vida são de graça”. Maravilhosa ela, né?

Então, é graças à Lara eu consigo fazer sapatos perfeitos em crochê! Mas suas receitas são todas em inglês… Eu demorei um tempo pra entender o jargão crocheteiro na língua inglesa, que muda dependendo do país, mas mesmo assim, eu queria que mais pessoas aqui no Brasil que não podem ler em inglês compartilhassem desse projeto da Lara.

Eu acho que a gente precisa de mais pessoas assim, dispostas a contribuir para o conhecimento sem fronteiras, principalmente para empoderar quem não tem acesso aos materiais mais caros para fazer artesanato. Eu concordo com esse pensamento e convido você a pensar sobre isso também. 🙂

Então, eu entrei em contato com a Lara e perguntei se poderia traduzir seus trabalhos para o português… e ela aceitou!

Assim começa esse meu pequeno gesto de trazer um pouco do crochê internacional moderno para as crocheteiras e crocheteiros brasileiros!

Eu estou muito empolgada e espero que vocês gostem!

Esse foi o sapato que eu fiz para bebês de 0 a 3 meses:

SapatoCroche2

 

Vocês podem acessar a receita traduzida clicando aqui.

pdf traduzido

O pdf original vocês encontram clicando aqui.

E em breve tem mais traduções da Hut’s Crochet por aqui 🙂

SapatoCroche3

*Não se esqueçam, eu apenas irei traduzir as receitas Hut’s Crochet, todo o trabalho de criação e fotografias dos pdf’s são de autoria da Lara. Se você quer conhecer mais sobre ela, conheça sua página no Facebook e seu site.

E o mais importante, essa tradução não é patrocinada. Eu gostei do trabalho da Sara e quero compartilhar com vocês de coração 🙂

Crochê Sapato Pinterest

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista

Olá gente!

Dia desses eu estava pelo Pinterest passeando aleatoriamente quando de repente me deparo com isso:

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista
O que é? Uma foto? Uma pintura? Um desenho?

 

E não parou por aí.

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista

Aí foi que comecei a entrar nos links e descobri que são trabalhos em ponto-cruz realista.

Para quem não sabe, ponto-cruz é um tipo de bordado feito em um tecido especial chamado etamine, que é cheio de quadriculados por onde você passa a agulha de modo a formar inúmeros x com a linha.

Mais ou menos assim:

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista

Mas daí sair desse desenho, que é bem simples, e pular para os trabalhos realistas… É como se fosse um novo mundo.

Eu fiquei me perguntando quanto tempo levaria para concluir uma arte dessas. Para o quadro abaixo, por exemplo, a eu li que a autora demorou três anos para finalizar.

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista

Outros que não são tão complexos mas que eu achei uma graça são esses:

 

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista
Kitty, kitty, kitty.
Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista
Para comer com os olhos.
Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista
Saudação de outono.
Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista
Vários ursinhos Teddy, um mais fofo que o outro.

E como não poderia deixar de ser, a Elsa toda linda:

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista
Elsa!

Apesar de ter achado todos lindos, eu escolhi esse pra guardar e tentar fazer um dia. Achei que tem um quê moderno nele, e ficaria ótimo na sala, que nem na foto.

Melhores da Semana: Ponto Cruz Realista
Um quadro pra minha parede, um dia… quem sabe…

Eu reuni todos esses trabalhos com seus respectivos links no meu painel de ponto cruz do Pinterest, que você pode acessar clicando aqui. Lá também tem outros gráficos que eu fui encontrando pelo caminho 🙂

A minha ideia era só começar a mostrar alguns trabalhos em ponto cruz aqui no blog, então quem sabe um dia desses eu mostro um passo a passo de como começar. Parece difícil, mas é mais técnica e paciência!

Gostaram?

Não deixem de comentar, é muito importante pra nós!

Biquíni de crochê com gráficos e receitas

Um biquíni de crochê para chamar de meu (com gráficos)

Oi!

No final do ano passado eu aproveitei que tinha uma viagem à praia para tentar fazer um biquíni de crochê.

No fim das contas não fui à praia, mas descobri que biquínis de crochê ainda estão em alta.

O top de crochê

Encontrei bons gráficos no Pinterest e optei por começar pela parte de cima. Escolhi uma receita que simula uma pequena pence na parte de baixo da peça, acho que isso valoriza o modelo.

Eu tinha uma linha mesclada em tons de verde e teci com agulha nº4.

Biquini de crochê 2

Na receita de crochê, não tinha nada sobre o acabamento. Então eu fiz uma linha simples de correntinhas com ponto baixo para amarrar no pescoço e nas costas.

A parte entre os bojos acabou ficando grande pra mim, e o acabamento nas bordas também poderia ser menor. É bom ter sempre em mente o tamanho final que a peça vai ter com as carreiras de ponto baixo da finalização, e eu esqueci desse pequeno detalhe.

Biquini de crochê

O detalhe da pence no entanto ficou muito lindo e funcionou. Uma linha mais delicada com certeza irá valorizar mais os detalhes da peça.

O desafio: a parte de baixo

Então, chegou a hora da parte de baixo.

Não tive muita certeza sobre qual receita escolher, mas escolhi uma que parecia não ficar muito grande.

A questão foi que a minha linha deveria ser muito mais grossa do que a recomendada para a receita, então minha primeira tentativa ficou, literalmente, gigante.

Biquini de crochê 3

Imaginem: ficaria sobrando demais na virilha.

Assim, desmanchei tudo e refiz seguindo a mesma lógica da receita, mas com apenas 6 correntinhas iniciais.

Para a parte da frente, alonguei em 10 carreiras o início. Fiz as duas peças separadas e juntei com ponto baixíssimo. Finalizei a borda com uma carreira de ponto baixo.

Mas ficou minúsculo.

Pra ‘consertar’ isso, fiz um cós com três carreiras de ponto alto, aumentando as tiras dos lados.

Minha ideia era amarrar com uma tira simples de correntinhas e ponto baixo como da parte de cima, mas foi um verdadeiro desastre. Não vestiu bem, a linha não foi boa para dar nó e segurar a parte de baixo como a de cima.

IMG_1329_edited

Depois de uns dias frustrados, encontrei num armarinho umas argolas de metal. Comprei de três tamanhos pra não ter erro, fiz algumas tentativas e por fim, finalizei assim:

IMG_1331_edited

No geral, ficou grande pra mim, mas fiquei orgulhosíssima de ter conseguido finalizar duas peças inteiras em crochê!

Pra quem quiser se aventurar, as receitas estão abaixo.

Biquíni de crochê com gráficos e receitas

Receitas do biquíni de crochê

Tamanhos para a linha Cisne MultiArte 170m com agulha nº 4.

Parte de cima (top)

A receita em gráfico não está completa, mas é só fazer simétrico com a parte esquerda.

receita biquini

Abreviações para essa receita:

Correntinha = corr.

Ponto alto = pa.

Comece com 44 correntinhas.

1ª fileira: conte 4 correntinhas, salte-as, faça 40 pa. nas próximas 40 correntinhas.

2ª fileira: 3 corr. no último pa. da carreira anterior, 19 pa., 3 pa. no mesmo pa., 20 pa.

3ª fileira: 3 corr. no último pa. da carreira anterior, 20 pa., 3 pa. no mesmo pa., 21 pa.

4ª fileira: 3 corr. no último pa. da carreira anterior, 21 pa., 3 pa. no mesmo pa., 22 pa.

5ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 1 pa. (as 2 corr. iniciais são para dar o efeito de dois pa. fechados juntos em início de carreira), 19 pa., faça 3 pa. em cada pa. seguinte, mas feche-os juntos (para isso, basta iniciar o próximo pa. sem finalizar a última laçada do anterior), 20 pa., salte 1 pa. e finalize com 1 pa. fechado junto com o anterior.

6ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 37 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

7ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 33 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

8ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 29 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

9ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 25 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

10ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 21 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

11ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 17 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

12ª fileira: 2 corr., salte 1 pa. e faça 13 pa., salte 1 pa. e faça 1 pa. fechado junto com o anterior.

13ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 10 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

14ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 8 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

15ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 6 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

16ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 4 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

17ª fileira: 2 corr., 1 pa. fechado junto com o anterior, 2 pa., último pa. fechado junto com o anterior.

18ª fileira: 3 pa. fechados juntos.

Faça a segunda peça igual.

Para arrematar, fiz duas carreiras de ponto baixo. Para unir as duas partes, eu fiz correntinhas a mais, depois eu vi que não precisava ter feito isso, então una as duas peças com um arremate da parte de baixo da peça. Eu fiz 3 carreiras de ponto baixo.

Para as linhas de amarrar, usei 50 correntinhas com ponto baixo em cada parte.

Parte de baixo (calcinha)

receita biquini 2

Essa parte é bem fácil de seguir pelo gráfico. Como eu expliquei, a linha que usei foi grande, então comecei com apenas 6 correntinhas (a receita acima pede 11).

Vou transcrever a receita como eu fiz, mas ao escolher a linha que irá usar, faça as adaptações que achar necessárias 🙂

Abreviações para essa receita:

Correntinha = corr.

Ponto alto = pa.

Ponto baixo = pb.

Parte da frente.

Comece com 9 correntinhas.

1ª carreira: conte 4 corr., faça 5 pa. nas corr. seguintes.

2ª carreira: 3 correntinhas no primeiro pa., 5 pa. nos pontos seguintes.

3ª a 7ª carreira: 1 corr., 5 pb. nos pontos seguintes.

8ª à 33ª carreira: 1 corr. e 1 pb no primeiro ponto, siga com 1 pb. nos pontos seguintes, no último ponto faça 2 pb.

Aumente 20 corr. para cada lado da peça.

34ª a 36ª carreira: 3 corr., pa. até o final da carreira.

Para a parte de trás da peça, você pode começar um trabalho separado e unir depois com ponto baixíssimo, ou começar direto da início da peça anterior. Eu fiz dois trabalhos separados e juntei depois.

Comece com 9 correntinhas.

1ª carreira: conte 4 corr., faça 5 pa. nas corr. seguintes.

2ª a 13ª carreira: 1 corr., 5 pb. nos pontos seguintes.

14ª à 37ª carreira: 1 corr. e 1 pb no primeiro ponto, siga com 1 pb. nos pontos seguintes, no último ponto faça 2 pb.

Aumente 20 corr. para cada lado da peça.

38ª a 40ª carreira: 3 corr., pa. até o final da carreira.

Para o arremate, fiz 1 carreira de ponto baixo.

As tiras laterais servirão para fazer as alças onde serão colocadas as argolas.

Recomendo tirar a medida da peça em você para calcular o quanto da tira irá costurar. Eu fiz ponto simples com agulha de tapeçaria, dobrei a tira para dentro para que a emenda não aparecesse. As argolas que usei não eram soldadas, então não precisei costurá-las, apenas inseri as alças pela abertura do metal.

Acho que pelas fotos dá pra entender melhor o que fiz. Não ficou 100% mas a sustentação ficou ótima.

Biquíni de crochê com gráficos e receitas
Detalhe do acabamento das laterais com as argolas.

Espero que tenham gostado! Qualquer dúvida nos gráficos e receitas, é só comentar abaixo 😉

Até mais!

Um biquíni de crochê para chamar de meu (com gráficos)

Imagens originais:
Parte de cima
Parte de baixo
%d blogueiros gostam disto: